Coloridas

Manual do Cabelo Colorido: Tratamentos e Cuidados Específicos

Oi oi! Com o post de hoje o Manual do Cabelo Colorido se encerra. Já falei aqui sobre descoloração, tintas fantasia, técnicas para desbotar o cabelo e também já desvendei as numerações das caixinhas de tintura (aqui).

A coisa mais importante pra manter um cabelo colorido com o tom sempre vivo, bonito e duradouro é a saúde dos fios, que depende muito dos tratamentos e cuidados você tiver. Então pra finalizar essa série de posts tão amorzinho, vamos ver o que você pode fazer para o seu cabelo não cair depois de tantas descolorações e mudanças? Hahaha

cabeloroxo

Dar uma chance pras rotinas de Low e No Poo

As técnicas de low e no poo fazem toda a diferença pra quem tem um cabelo danificado por químicas: além de ajudarem no combate ao ressecamento dos fios, também fazem com que a durabilidade das tintas fantasia seja muito maior.

Hoje em dia há diversas opções baratas de shampoo sem sulfato e co-wash nacionais em qualquer loja de cosméticos, então não tem desculpas pra não dar uma chance! Ainda não sabe muito bem como as técnicas funcionam? Aqui tem um guia básico pra você poder começar 🙂

Utilizar máscaras de tratamento em todas as lavagens

mascaras-capilares-2.jpg

Sempre me perguntam como eu consigo ter o cabelo tão saudável se estou sempre descolorindo e mudando de cor, e esse é meu principal segredo: uso máscara em todas as lavagens. Quando você descolore o cabelo, ele perde diversos nutrientes essenciais: lipídeos, vitaminas, proteínas, que sempre estarão precisando ser repostos. Por isso, o cabelo descolorido não consegue se manter bonito e saudável como um cabelo virgem que só usa shampoo e condicionador, por exemplo.

Você não precisa gastar horrores em máscaras para ter bons resultados: tem muitas que são baratas e cumprem muito bem sua função (como a monange rosa, que já resenhei aqui no blog) e que podem ser batizadas com outros produtinhos (como o glicopan pet, resenha aqui).

Monte um cronograma capilar que atenda às necessidades do seu cabelo

cronograma capilar.jpg
Exemplos de Cronograma

Não adianta você fazer um cronograma capilar com produtos bons se a quantidade de cada uma das etapas (hidratação, nutrição e reconstrução) não está adequada ao que o seu cabelo precisa. Como eu já disse, um cabelo descolorido é muito frágil e sensível, e precisa de cuidados redobrados. Eu faço um cronograma parecido com este para cabelos muito danificados, da imagem acima, com pelo menos duas reconstruções por mês, que pra mim é o ideal.

Tenha em mente que você não precisa seguir à risca estes modelos de cronograma, quase nada é regra no mundo capilar. Vá adaptando o cronograma conforme as suas necessidades e com o que você nota que é melhor para o seu cabelo. Meu cabelo, por exemplo, se dá muito bem com nutrição, por isso essa é a etapa que mais faço. Se você ainda está perdida nesse assunto, aqui tem um post bem bacana sobre cronograma capilar, e aqui sobre as diferenças entre hidratação, nutrição e reconstrução.

Abolir o uso da chapinha e babyliss

chapinha

Essas ferramentas térmicas são muito nocivas à saúde do cabelo, pois atingem temperaturas muito altas e ficam diretamente em contato com os fios, causando ressecamento, quebra e em alguns casos até queima por superaquecimento. A chapinha e o babyliss, quando usados com muita frequência, deixam até cabelos sem química super danificados, mesmo quando em conjunto com um bom protetor térmico. Assim, cabelos descoloridos, que já são frágeis, devem passar longe desses equipamentos! Deixe para usar somente em ocasiões especiais ou quando for necessário.

Use um bom leave-in e protetor térmico

secaddor

Se você, assim como eu, é uma pessoa que não consegue abandonar o secador de cabelo de maneira nenhuma, invista em um bom leave-in que tenha proteção térmica, assim a finalização do seu cabelo ficará muito melhor, durará por mais tempo e você evitará os danos causados pelo calor.

Também evite usar o secador na temperatura máxima e muito próximo do cabelo: use com uns 15 cm de distância da cabeça. Uma coisa que eu gosto de fazer é deixar o excesso de água secar naturalmente e só depois finalizar com alguns jatos de ar quente, assim aplico o mínimo possível de calor.

Não economize no preço do descolorante

descolorante.png

Já disse isso aqui, mas é sempre bom repetir: boa parte dos desastres que vejo no mundo dos cabelos coloridos é causada  pela economia na hora de comprar descolorante. A pessoa pega o mais barato da farmácia, feito pra pelo do braço, e acha que vai dar certo se passar no cabelo. Gente, a etapa determinante pra saúde do seu cabelo colorido é a descoloração. Além de evitar danos em excesso e até perda de cabelo (que pra tratar com certeza sai muito mais caro do que um  bom descolorante), usar um produto de qualidade faz toda a diferença na abertura no tom: com descolorantes profissionais é possível abrir até 9 tons, ou seja, com uma única aplicação você já consegue a base ideal pra praticamente qualquer tinta fantasia.

Outra coisa importante: procure evitar descolorir com água oxigenada de 40 volumes, principalmente se está começando agora. Essa volumagem é muito alta e arriscada, e até marcas profissionais como a Igora desaconselham seu uso. É melhor e menos arriscado fazer duas descolorações com ox de 30 do que uma descoloração com ox de 40. Nesse post aqui dou mais dicas pra fazer uma descoloração segura em casa.

E o mais importante: PACIÊNCIA!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vamos fazer as coisas com calma pra não acabar com o cabelo assim, né?

Todo mundo que está há algum tempo nessa vida de mudanças capilares sabe muito bem que o principal ingrediente pra um cabelo colorido saudável é paciência. Nem sempre você vai conseguir a cor ou a base desejada logo de primeira. Em alguns momentos você vai querer entrar em desespero, pintar de preto ou descolorir três vezes no mesmo dia. Mas calma, não adianta querer resolver tudo de uma vez! Com paciência e tempo você consegue o cabelo tão sonhado. Eu gosto de reservar o período de férias pra fazer grandes mudanças no meu cabelo, assim posso fazer tudo com calma e com um intervalo bom entre um procedimento e outro.

Seguindo todas essas diquinhas que falei pra vocês, vejam a transformação do meu cabelo após duas descolorações (as fotos tem um intervalo de 5-6 meses entre si):

Viram só? Com paciência é sim possível recuperar os danos e ter um cabelo colorido saudável (a menos que seu cabelo tenha caído, aí não tem o que fazer mesmo hahaha).

É isso gente, espero que essas dicas ajudem vocês! O que acharam dos posts da série Manual do Cabelo Colorido? Tem alguma indicação pra outra série de posts que quer ver aqui? Diz pra mim nos comentários! Beijos ❤

Anúncios

2 comentários em “Manual do Cabelo Colorido: Tratamentos e Cuidados Específicos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s