Coloridas

Guia básico de Low e No poo

Oi gente! Hoje vou dar pra vocês uma visão geral das técnicas de Low e No poo. Ambas as técnicas visam abolir o uso de shampoos com sulfato, a diferença é que no Low poo se utiliza shampoos sem sulfato, e no No poo não se utiliza nenhum tipo de shampoo.

Como os sulfatos agem nos fios?

Sulfatos são agentes poderosos de limpeza. O grande problema é que, por terem ação detergente tão forte, retiram a oleosidade natural do fio, que serve como proteção contra danos mecânicos (escovar os cabelos, por exemplo), ressecamento e porosidade. Os cabelos crespos, cacheados e quimicamente tratados, em geral são mais secos do que outros tipos de cabelo, e o excesso  de limpeza que os sulfatos proporcionam pode causar ressecamento, caspa e fragilidade dos fios. Além disso, por remover a oleosidade natural, pode agravar casos de cabelos oleosos, devido ao efeito “rebote”: como a oleosidade foi retirada em excesso, o couro cabeludo passa a produzir ainda mais óleo para contrabalancear a perda.

Como funcionam as técnicas de low e no poo?

Como já mencionei, ambas as técnicas consistem em abolir o uso de shampoos com sulfato. No low poo, ainda se utilizam shampoos sem sulfato, que contém agentes limpantes mais suaves, capazes de remover todos os silicones insolúveis em água presentes em produtos capilares. Porém, estes shampoos não removem os óleos minerais e parafinas, que se continuarem a ser utilizados, irão se acumular nos fios ao longo do tempo, criando uma barreira que impede a penetração de outros ativos nos  fios. Assim, ao aplicar a técnica, devem ser abolidos os produtos que contenham em sua composição os seguintes compostos:

Parafina Líquida (Paraffinum Liquidum); Óleo Mineral (Mineral Oil); Petrolatum; Petróleo Liquefeito; Vaselina.

Além de se acumularem nos fios quando não se utiliza shampoo com sulfato, esses componentes não possuem real poder hidratante ou nutritivo, eles são apenas altamente emolientes, “maquiam”os fios, não os tratam realmente. São largamente utilizados em produtos cosméticos devido à seu baixo custo.

Na técnica de no poo, por outro lado, nenhum tipo de shampoo  é utilizado, sendo a limpeza feita com cremes condicionantes. Esse tipo de limpeza é chamada de co-wash, e o condicionador é massageado  no couro cabeludo (da mesma forma que fazemos com shampoo) para remover a sujeira e o excesso de oleosidade. Como esses produtos não possuem agentes especificamente limpantes, com essa técnica não é possível remover nem os óleos minerais e parafinas mencionados anteriormente, nem silicones insolúveis. Alguns dos silicones insolúveis que devem ser evitados por adeptos do no poo, são:

Amodimethicone; Cetearyl methicone; Cetyl Dimethicone; Cyclomethicone; Cyclopentasiloxane; Dimethicone; Dimethiconol; Vinyl Dimethicone Crosspolymer; Vinyl Dimethicone; Methicone Silsesquioxane Crosspolymer; Cetearyl Methicone; Cetyl Dimethicone; Behenoxy Dimethicone; Stearoxy Dimethicone; Stearyl Dimethicone; Trimethylsilylamodimethicone; Simethicone; Polydimethylsiloxane; Methicone; Phenyl Trimethicone.

Algumas observações pessoais:

– Atualmente tem muuuuitas opções nacionais e baratas de shampoos sem sulfato e produtos próprios pra co-wash, inclusive farei resenha de alguns aqui!
– Quem faz low poo também pode fazer co-wash (eu, por exemplo, utilizo shampoo apenas uma vez na semana, e nas outras lavagens faço apenas co-wash).
– Não é porque um shampoo é sem sulfato que ele não vai ressecar o seu cabelo. Isso vai depender muito do pH do shampoo. O ideal é utilizar algum que tenha o pH próximo de 5.5, que é o pH natural do cabelo.
– Vejo muuuita gente paranoica com parafina e óleos minerais, a ponto de achar que vai ter que jogar fora meses de low e no poo porque usou o pente da mãe que não faz a técnica, o travesseiro do irmão, porque usou creme pro rosto que tem parafina e depois passou a mão no cabelo. Gente, não precisa sair usando shampoo com sulfato por causa disso, o problema mesmo é usar produtos capilares que tenham ALTA CONCENTRAÇÃO de parafinas e óleos minerais, porque aí sim eles vão se acumular no cabelo (e ninguém vai morrer porque usou uma vez sulfato, né gente).
– Faço low poo há dois anos e percebi MUITA diferença na durabilidade das minhas tintas fantasia desde que comecei a fazer. Atualmente demoro quase dois meses para ter que retocar os fios, e antes da técnica retocava no máximo a cada três semanas. Indico muito para todas as coloridas, vale muito à pena, não só pela durabilidade da cor, mas também pela saúde dos fios!

Espero que tenham gostado do post de hoje. Qualquer dúvida podem deixar nos comentários. Até semana que vem!

Anúncios

12 comentários em “Guia básico de Low e No poo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s